DE ONDE VEM A TRADIÇÃO DO BUQUÊ DE NOIVA?

Que mulher não sonhou com o dia do casamento, vestido e  buquê de noiva?

A tradição das noivas levarem um buquê no dia de seu casamento, assim como a ornamentação da festa com flores vêm desde a Grécia Antiga, onde os casamentos geralmente se realizavam na primavera, época do Agapanthus, flor nativa daquela região, cujo significado é Ágape – amor e , Panthus – flor, portanto, Flor do Amor. Por sua forma elegante e singela, os Agapanthus ainda são muito utilizados em decorações ou buquês. Variam do branco ao lilás intenso.

Flores e cores eram escolhidas pelos gregos por sua simbologia. Os gregos já utilizavam o branco para representar a pureza, o lilás a proteção.
Antes dos buquês florais, as noivas levavam buquês feitos com ervas e alho para afastar os maus espíritos e atrair boa sorte. As festas eram ornamentadas com Violetas que, segundo uma lenda grega, Zeus, após transformar sua amante em uma flor de Violeta, fez com que os campos se cobrissem desta delicada flor, simbolizando a fertilidade, o alimento e o perfume que ele tinha a oferecer a sua escolhida.

 

As flores utilizadas na decoração dos casamentos expressavam o anseio por uma união feliz e inteiramente desejosa.

Após a cerimônia, as noivas jogavam o buquê na direção das amigas ainda solteiras, com a crença de um casamento próximo para aquela que dentre todas, em animada disputa, conseguisse apanhar o buquê.

 

 

 

TEXTO POR MÁRCIA CARAZZAI

Esta entrada foi publicada em CASAMENTO. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.